Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João 869,  14882-010 Jaboticabal SP
A QUESTÃO DA VACINA E A POLITICA Jaboticabal, 19 de janeiro de 2021 Prezados leitores  Estamos vendo o início da campanha de vacinação no Brasil e até o momento, temos doses insuficientes para vacinação dos brasileiros. Ao todo até agora, momento em que escrevo esse artigo, foram Seis Milhões de doses, quantidade insuficiente para vacinar, a metade da cidade de São Paulo.  As doses que viriam da Índia até o momento foram suspensas, a China parou de enviar insumos momentaneamente, e muitos se perguntam o porquê está acontecendo isso.  Os partidários de Jair Bolsonaro põe a culpa em João Dória e os partidários João Dória, põe a culpa em Bolsonaro, aumentando uma briga praticamente infantil, para saber quem é que deve organizar a vacinação. Essa briga já vinha de longe Desde o ano passado queira sobre vacinação, que viria, queira sobre quem poderia decretar o isolamento vertical e horizontal.  Chamou-se o STF na questão e a confusão aumentou. De fato STF não proibiu que União agisse, mas o seu voto induziu que quem podia trabalhar com a questão do isolamento eram os estados e municípios, induzindo assim que sobre a epidemia os atos eram dos estados e Municípios.  A partir daí a briga praticamente infantil, entre governadores deputados e presidente esquentou e todos esqueceram que ao contrário dos E.U.A., os estados aqui, não tem a autonomia que querem e para entender isto, basta ler a nossa Constituição Federal, questão de leitura as vezes difícil para muitos políticos, que passaram por nossa escola durante os últimos 20 anos.  Estamos vendo assim, durante essa pandemia, grupos de políticos agirem de modo inconsequente, cada um tentando puxar a sardinha para a sua Brasa. Segundo a CNN João Dória disse ao governador do Piauí que adiantou a vacinação por causa da briga política com Jair Bolsonaro.  Ora senhores, na resposta do porquê do atraso no envio de insumos para fabricação de mais coronavac, ou no atraso de doses que a Índia deveria enviar, doses estas da vacina da Astrazenica, um dos motivos é simples e fácil de entender.  Qual dos Senhores que está lendo esse artigo, e que fosse presidente, proprietário, ou acionista majoritário de um laboratório, gostaria de ver uma vacina com o nome da sua empresa, no meio de uma briga política praticamente infantil.  No meio de uma briga política onde algumas pessoas parecem subir em caixões para tentar ganhar  espaço político. Qual a empresa que gosta de se meter em briga em um país do terceiro mundo, ainda mais se essa briga é uma briga infantil ou quase infantil.  Claro que as empresas podem alegar mil motivos e podem ter mil motivos também para atrasar a venda de insumos e de doses prontas, ou mesmo de atrasar a negociação como a Pfzer,  mas um dos motivos (que nunca será revelado) certamente é o medo de ver o nome do seu produto em um país  que não é um país sério, nem durante uma epidemia, onde muitos políticos pensam em se firmar no poder, usando para isto a epidemia e a vacina, ainda que esta briga cause direta ou indiretamente a morte de muitos brasileiros.  O leitor do Crônica e Arte deve achar estranho como este site está diminuindo os assuntos políticos, mas vendo no cenário atual, uma briga política, na qual, pelos atos que se cometem, se percebe que nenhum dos atores que estão envolvidos na disputa política, é leitor de ciência política, o melhor é passar a escrever sobre arte, música e cinema.  Na realidade então, devemos frisar bem, que a culpa da briga pelas vacinas e que causa os problemas que estamos enfrentando é da maioria dos políticos que hoje atuam na política do país, de Bolsonaro à João Dória, que conseguiram envolver até mesmo Supremo Tribunal Federal em disputas, que ao invés de compor lides aumentam cada vez mais a insegurança do país, insegurança esta que pode levar sim a uma ruptura institucional, por mais que ninguém goste de ouvir. É necessário dizer aqui o que disse o General Newton Cruz em entrevista, certa vez, à Globo News: “O Brasileiro precisa ter vergonha na cara”.
fotos: facebook do autor  dominio público e EBC foto
Mentore Conti Mtb 0080415 SP
Para ler em Smartphones gire seu aparelho na horizontal
Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte