Home Música Noticias Literatura Contatto Serviços Pagina 8 Livros Outros...
Cronica e arte

CRONICA E ARTE  CNPJ nº 21.896.431/0001-58 NIRE: 35-8-1391912-5 email cronicaearte@cronicaearte.com Rua São João, 869,  14882-010 Jaboticabal SP
O DESCANSO DO SÁBIO GUERREIRO por  Daniel Joaquim Rodrigues (leia sobre o autor do texto no final da matéria)  - Sexta-feira passada (28/05/2021) o Professor João Gonçalves Pito nos deixou. Nossa carente e frágil Educação ficou menor e escura, e seus ex-alunos, os “Pitinhos”, como ele mesmo dizia, órfãos de sua incomparável e incansável lucidez e sua ampla e incomum fidelidade aos princípios democráticos e liberais. Dessa vez foi você quem passou a bola João. Lembram do “passa a bola gente”? João do Pito para mais uma geração de Professores que atuam nas Ciências Humanas e Sociais, em História, especialmente, foi e sempre será o grande exemplo seguido por toda esta região. Esteja onde estiver, será um lugar maravilhoso, não tenho dúvida disso Grande Mestre! Tenham certeza de que o Professor João, apesar da nacionalidade lusitana, foi incomparável servidor do povo brasileiro, de nossa Educação, de nossa História, e modestamente ousamos reconhecer sua importância. Sempre haverá tempo para se espelhar em seus ensinamentos. Os alunos que ajudou a concluir licenciaturas constituem hoje um patrimônio da Educação Nacional e grande protagonista da construção da identidade nacional brasileira. Com certeza, o Professor João do Pito alicerçou as bases da formação e do conhecimento histórico de gerações em uma vasta região. Homem de caráter, integridade e moral singulares, não era um homem exacerbadamente austero, porém, sereno em suas convicções e valores, com uma simplicidade impar, um ser humano original e iluminado mesmo! A sua austeridade era expressa em sua didática e, sobretudo no seu vasto e notável conhecimento que sempre nos convida a uma reflexão sobre o Ensino das Ciências Humanas e Sociais. Recordo que as discussões sobre as potencialidades, sobre os problemas, bem como os dilemas e impasses brasileiros, necessariamente, passaram pelas aulas do Professor João do Pito, ou transcendia o espaço sagrado da sala de aula para a sua chácara onde saboreávamos sua famosa “sardinha na brasa” que ele nos preparava, após quase sempre, uma horrível partida de futebol dos estudantes da turma, um pretexto para estarmos juntos mais um pouco. Democrata convicto, em momentos difíceis, ele se postava firmemente como um defensor do liberalismo e refutava todos os regimes de exceção e protecionismos. Poucas foram as possibilidades de uma pessoa ligada às Ciências Humanas e Sociais não ter tomado parte de seus ensinamentos, ainda que  discordasse de alguns pontos, o respeito se fazia presente. Acredito, pelo que conheci dele, que bem no final de sua existência, o Jaboticabalense, o português mais brasileiro que existiu, João Gonçalves Pito, talvez tenha ficado triste, amargurado e frustrado com os rumos que o nosso país tomou em passado recente, uma vez que, viveu e dedicou-se ao bem mais precioso de sua vida: o talento e a honestidade. Todos os estudantes que como eu, recebeu os seus ensinamentos, sabem que sua obra não foi em vão, pois ele ajudou a formar muitos professores, não apenas na teoria, mas de fato, construindo toda uma geração de professores de caráter e integridade profissional da melhor qualidade. Você se foi Grande Mestre, no entanto, seus princípios éticos, morais, ideológicos, esses nunca partirão, ao contrário, continuarão contribuindo para o fomento da inteligência do povo brasileiro, bem como poderá ajudar este povo a buscar seu espaço no mundo contemporâneo com o exercício de uma cidadania plena. Somos todos João do Pito. ***   Daniel Joaquim Rodrigues (51), Professor de História e Geografia, Coordenador Pedagógico na Área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Secretário Municipal de Educação (2009/2012) e Secretário Municipal de Agricultura, Indústria, Comércio e Meio Ambiente (2013/2014) e Vereador (2015/2016) em Pitangueiras – S.P.
Fotos :  1º foto João do Pito entrevistado por Jorge de Bello nos anos 70 (internet facebook) - 2ª foto João do Pito em Tiradentes MG  coordenando excursão em 1994 (foto acervo pessoal do Editor do Site) - 3ª foto autor do texto, (acervo Daniel Joaquim Rodrigues)